Patê honestão de cenoura - R$ 3,10

Ando com zero vontade de cozinhar coisas novas e testar receitas. Como tudo na vida, acho que a gente passa por fases, né? E eu não tenho mais tanta empolgação pra misturar uns temperos aqui e acolá. Talvez isso tenha ficado claro na falta de novidades que surgiram nesse blog ultimamente hahaha.

Aqui em casa a comida tem variado pouco também. De manhã ficamos no pão com nas arepas de milho, depois o almoço não passa de arroz com feijão e a janta até que varia um tiquinho a mais: sopa, guacamole, omelete de feijão, pizza caseira. 

Mas acho que é isso. Tô um pouco afogada em tarefas profissionais, participo de muitos grupos de ativismos diversos, tô mergulhada na construção de uma casa que ainda não tá pronta, de uma horta que exige cuidados diários, e ainda preciso lembrar que faço faculdade. 

Com tudo isso nas costas, parei de gastar milhões em livros de receitas, de ficar fuçando novos blogs. E ainda não tenho TV aqui na roça, o que me distanciou da tia Rita Lobo e de outros programas que me instigavam a colocar a barriga no fogão. 

Mas acho que tudo isso é desculpa, tá? Me sinto menos criativa e com menos energia porque tá difícil acompanhar o desgoverno que nos desgoverna. É tanto motivo pra nos derrubar que a gente esquece das coisas simples e saborosas da vida. 

Até que uma amiga querida, que já citei aqui em muitos momentos, a Flora Refosco, me acordou das cinzas alimentares. Na sua conta de Instagram, ela escreveu que não importa o que nos afronte, ela vai continuar passando café, esquentando a água pro chá, arrumando a mesa, cozinhando. Talvez não seja o bastante, mas precisamos seguir, fazer uma refeição de cada vez

E ler tudo isso me fez muito bem. Me dei conta de que seguir com nossas vidas, sendo saudáveis, bem alimentados, compartilhando momentos, e virando os olhinhos com comidas maravilhosas não significa deixar os ativismos de lado, pelo contrário. 

Assim, e inspirada pelos primeiros legumes que nascem na minha horta da resistência, comecei a retomar a brincadeira das receitas e de comer coisas diferentes. Ainda não tô virada num poço de animação, mas já vejo luz no fundo das panelas! hahahaha 

Dito tudo isso, tava com vontade de descobrir coisas novas pra comer de manhã, já que o café é a minha refeição preferida na vida. Ainda não consegui ter cenouras aqui em casa, mas elas tão na época e comprei um maço lindo, com direito a ramas e tudo na feira orgânica. Resolvi usar essas belezinhas pra uns testes de patê. 

Cenouras são levemente adocicadas e têm um sabor bem suave, né? Acho que combina super com pão, tapioca, panquecas e afins. Outros legumes como brócolis, por exemplo, já acho fortes demais pra preencher o estômago de manhã. Na verdade, é tudo hábito né? Grande parte do mundo come coisas picantes e pesadíssimas nessa refeição. Mas, por enquanto, eu tô passando essa ideia. hahaha

Ficou bonitinho, vai? E ainda dá um super cor pro prato!
Bora pra receita?

Ingredientes
⠂5 cenouras pequenas (cerca de 300g)
⠂1 cebola
⠂1 limão
⠂1 colher de chá de gengibre fresco picado
⠂1 colher de café de açafrão da terra em pó
⠂sal a gosto
⠂5 colheres de sopa de azeite
⠂cebolinha a gosto pra decorar
⠂pimenta calabresa a gosto pra decorar

Como eu fiz
Todas as partes da cenoura foram usadas 
Numa panela, joguei as cebolas cortadas em meia lua e refoguei com 4 colheres de azeite. Quando estavam beeeem douradinhas, acrescentei o gengibre e as cenouras cortadas grosseiramente com casca, com as pontas, com tudo, sem desperdiçar nada. Temperei com um tiquinho de sal e despejei água o suficiente pra cobrir as cenouras, cerca de 1 xícara. Tampei a panela e esperei cozinhar. Quando espetei o garfo e as cenouras estavam macias, desliguei o fogo e esperei esfriar. Quando já tava tudo em temperatura ambiente, bati no liquidificador com o limão, o açafrão e mais um tiquinho de sal. Talvez precise acrescentar água pra não queimar o seu liquidificador. Mas cuida pra não ficar aguado demais, hein? O ponto é de patê, não de sopa. Depois de pronto, transferi tudo pra um pote e acrescentei mais 1 colher de azeite, a cebolinha e a pimenta pra decorar. Sirva quando já estiver bem geladinho. 

Duração: em torno de 7 dias na geladeira dentro de um pote tampado.

Como eu calculei o preço: pesei a cenoura, a cebola e o limão. O gengibre não marcou nem 5g na balança, então não incluí. Depois fiz a regra de 3 de acordo com o preço que paguei nos produtos.

282g cenoura x R$ 5,99 = R$ 1,68

109g cebola x R$ 8,99 = R$ 0,97

115g limão x R$3,99 = R$ 0,45

Total: R$ 3,10

Lembrando que: azeite e óleo só entram na conta a partir de 1/4 de xícara. Do contrário, só vou sujar a balança e vai fazer pouca diferença no preço final da receita hahahaha.

Tenho comido como recheio de tapioca ou com as arepas de milho.