Os leites vegetais mais baratos

4 de julho de 2018
Sempre fui bezerra. Mamei até os dois anos, cresci tomando toneladas de leite de caixinha com nescau e, quando cheguei na vida adulta, me achava a musa fit tomando leite desnatado com toddy light. Só que leite de caixinha não é leite. É uma água com coisas. E mesmo se o leite for orgânico, vindo de uma vaca criada solta na Dinamarca, ele ainda é inflamatório e piora muito o quadro de quem sofre com as "ites": sinusite, rinite, faringite, além das alergias como um todo e da acne. O nosso intestino também não foi feito pra digerir o leite. Vamo desapegar? 

Por mais que as vacas só tenham chegado no Brasil com os colonizadores europeus, é inegável que o leite já faz parte da cultura gastronômica brasileira. E você não precisa esquecer todas as receitas de pudins, bolos e lasanhas que trazem lembranças maravilhosas, basta adaptá-las a versões com leites vegetais. 

Os mais saborosos do mundo, sem dúvida, são aqueles feitos a base de castanhas, de caju principalmente. Mas não cabem no meu orçamento, o que acredito que deva acontecer também pra maior parte da população brasileira. 

Por isso, vou citar aqui as opções mais baratas: de coco, arroz, amendoim, inhame, aveia, gergelim e semente de girassol. Você pode misturá-los entre si também e ir criando o seu preferido. Aqui em Floripa tem cafeteria que mistura leite de amêndoas com semente de girassol pra baratear o preço, por exemplo. 

Um aviso importante: não existe um tipo leite vegetal que substitui perfeitamente o leite de vaca em todas as receitas. Cada um é mais adequado pra um tipo específico de preparação, como explico no fim desse texto. O leite de gergelim rende um molho branco sublime, mas ficaria intragável num brigadeiro. Entende?

O leite da foto é o de inhame, uma das opções mais baratas. 

Como fazer

Em geral, a medida que uso é a universal: 1 xícara da base que escolher com 4 xícaras de água. A quantidade de água é que vai medir a cremosidade do leite. Vá adaptando ao seu gosto. Pra fazer molho branco pra macarrão, por exemplo, eu reduzo um pouco a quantidade de água pro creme ficar mais grosso. Se usar água quente, teremos um leite mais encorpado.

⠂Leite de coco - o melhor de todos

1. Basta bater no liquidificador 1 xícara de coco ralado fresco ou coco desidratado sem açúcar com 4 xícaras de água filtrada.
2. Aí é só coar com uma peneira ou voal e o leite tá pronto! Não esqueça de guardar o resíduo. Pra mim, essa é, de longe, a melhor versão de leite vegetal. 

Dica: Se você tem dificuldade de abrir o coco seco, espia esse vídeo.

Quando o coco seco tá muito caro, compro os flocos a granel mesmo. 
Não esqueça de conferir se é sem açúcar, adoçantes e conservantes, tá?

⠂Leite de arroz

1. É só cozinhar 1 xícara de arroz de sua preferência normalmente, mas sem sal, e bater no liquidificador em 2 etapas, pra não transbordar e sujar tudo. 
2. Primeiro, bata metade do arroz com 2 xícaras de água, coe e reserve. 
3. Aí bata a outra metade com mais 2 xícaras de água filtrada, coe e pronto. Guarde o resíduo. Tem gente que faz com arroz cru, eu já testei e não gostei muito. Acho que fica ralo demais. 

Dica: qualquer leite a base de grãos, como arroz ou aveia, vai render um líquido mais grosso do que as outras opções. Se você bater muito tempo no liquidificador, vai engrossar demais e virar um mingau. É coisa rápida, bem menos de 1 minuto, ok? 

⠂Leite de amendoim 
Você pode fazer o leite com o amendoim cozido, cru ou torrado, desde que sempre sem sal e sem casca ou pele, ok? Já fiz com amendoim torrado e com pele, mas não fica branquinho e achei o gosto meio amargo. 
1. Nas 3 possibilidades, é bom deixar essa leguminosa de molho por pelo menos 8 horas, depois descartar essa água. Lembra que o amendoim é da família do feijão? Tem que reduzir os fitatos pra facilitar a digestão e absorver melhor os nutrientes. Na dúvida sobre qual opção escolher, comece pelo leite de amendoim torrado, ideal pra receitas doces: cobertura de bolo, leite condensado, tomar com vitaminas, café ou achocolatado. 
2. Basta bater 1 xícara do amendoim com 4 xícaras de água filtrada. 3. Coar e reservar o resíduo. O amendoim cru tem um sabor bem mais neutro, fica parecido com o de arroz. Rende uma ricota maravilhosa também. E o leite a base de amendoim cozido fica mais encorpado, e é ideal pra molhos brancos, cremes, receitas salgadas no geral. 

⠂Leite de inhame
1. Basta cozinhar o inhame com casca no vapor e tirar a casca com as mãos depois que esfriar. Se cozinhar na água, o inhame vai soltar aquela baba, que nem todo mundo gosta.
2. E bater 1 xícara de inhame com 4 xícaras de água filtrada. É uma das minhas opções preferidas porque não gera resíduo. Dá pra fazer com inhame cru também, mas pode causar coceira nas mãos ou na boca por conta do oxalato de cálcio, uma substância presente em muitos vegetais. Eu nunca tive esse problema, mas tem gente que tem. Se quiser saber mais sobre esse assunto, espia esse post da diva Sonia Hirsch. 

⠂Leite de gergelim ou semente de girassol  - rico em proteínas
1. Mesma coisa que o amendoim: tem que deixar de molho por 4 horas, pelo menos, pra neutralizar os fitatos. Não é obrigatório (quando esqueço, eu faço assim mesmo), mas é melhor deixar, tá?Não esqueça de descartar a água do demolho. 
2. Mesma coisa dos outros: bater 1 xícara dos grãos com 4 xícaras de água. 
3. Coar e armazenar o resíduo. 

⠂Leite de aveia
1. Deixe de molho por pelo menos 4 horas e descarte essa água depois. 
2. Bata 1 xícara de aveia (flocos pequenos, médios ou grossos) com 4 xícaras de água filtrada. Para um creme BEM grosso, pra fazer brigadeiro, por exemplo, ou pra gratinar coisas no forno, não precisa nem coar. Para um leite normal, é melhor coar. 
3. Reservar o resíduo. 

Como armazenar

Todos os leites vegetais devem ser guardados numa jarra com tampa na geladeira. Duram de 3 a 5 dias. Depois de um tempo refrigerado, o líquido vai se separando, principalmente no caso dos leites mais gordurosos, como de amendoim e coco. Não se assuste. Não está estragado. Basta mexer, pra misturar bem, antes de consumir. 

Como esquentar

Quanto mais gordura tiver no ingrediente que será a base do leite, maior o risco de talhar ao aquecer. Então não é uma boa ideia ferver o leite de coco, gergelim e amendoim, por exemplo. Esquente um pouco na panela e desligue o fogo bem antes de começar o processo de fervura. Os leites de aveia e arroz, mais ricos em carboidratos, aguentam melhor o calor, mas vão virar minguau se esquentar muito. O de inhame, não sei por qual motivo, fica mais ralo quando aquecido. Também não é bom ferver. 

Onde usar

Tem gente que gosta de congelar leite vegetal. Não recomendo, acho que muda muito a textura. 

⠂Bebidas: Pra beber com café, achocolatado (receita aqui), ovomaltine caseiro (aqui) ou fazer vitaminas, o de coco é o melhor disparaaaaaaaaado. O leite de amendoim torrado combina muito também. O de arroz é super neutro e não vai deixar gosto estranho no café. Pra vitaminas, também gosto de usar o leite de aveia, que ajuda a engrossar. O leite de coco e de amendoim rendem aquela espuminha maravilhosa pra fazer cappuccino. Basta esquentá-los um pouco ou bater com água quente no liquidificador na hora de fazer o leite. 

⠂Ricota: Os leites de amendoim (qualquer versão), gergelim, semente de girassol e coco rendem ótimas ricotas. Basta aquecer o leite, talhar com limão e coar com um voal. Mais detalhes, nesse post. Também dá pra fazer ricota de tofu com leite de soja. Receita aqui

⠂Receitas doces: Leite de aveia, de arroz, de coco  e de amendoim torrado são boas bases para leite condensado (receita aqui) e docinhos no geral (aqui). Além de todos esses, o leite de inhame também é ótimo para bolos, tanto na massa quanto na cobertura. 

⠂Receitas salgadas: Leite de gergelim e semente de girassol são meus preferidos para substituir o famoso creme bechamel ou creme de leite em receitas. O de aveia também é uma boa opção, apesar de não ser tão saboroso. Pro estrogonofe (receita aqui), que precisa de um sabor mais neutro, a aveia é o meu preferido. 

O que fazer com o resíduo

Todos eles podem ser guardados na geladeira por até 1 semana e congelados por cerca de 3 meses.

⠂Farinha: O resíduo do leite de coco e amendoim rende uma boa farinha para bolos ou granolas. Basta espalhar bem numa assadeira e assar no fogo baixo, até ficar sequinho, sem queimar. Em bolos, essas farinhas substituem bem a farinha de aveia, por exemplo. Não podem ser colocadas no lugar da farinha de trigo, porque não possuem glúten e vão atrapalhar a estrutura do bolo. 

⠂Bolos ou cookies: Se tiver com pressa, nem precisa torrar os resíduos do leite de coco e amendoim pra fazer farinha. Pode colocá-los direto em novas receitas doces. Nesse link, tem uma preparação maravilhosa de bolachinhas com o resíduo do leite de coco. 

⠂Farofa: O resíduo do leite de amendoim, gergelim e semente de girassol pode ser refogado com cebola pra fazer farofa. Você pode usar a farinha de mandioca também ou não. Aí é só temperar a gosto: fica bom com azeitona ou cenoura ralada, cheiro verde...

⠂Base para massa de tortas e hambúrgueres: O resíduo do leite de aveia ou arroz é menos versátil, de aspecto mais "estranho". Por isso, gosto de usá-los onde eles passam despercebidos, como bolinhos assados ou massa de hambúrguer. Lembra de espremer bem o líquido do leite na hora de coar, pro resíduo não ficar encharcado, o que pode prejudicar a estrutura das novas receitas. Pra fazer bolinhos, basta misturar os resíduos com as sobras da geladeira: feijão (sem o caldo), cenoura ralada, bastante cheiro verde e assar. Se tiver muito farelento, é preciso acrescentar um pouco de farinha de trigo. 

⠂Patês: O resíduo do leite de gergelim e semente de girassol rende pastinhas saborosas. Por serem um pouco amargos por natureza, é bom usar limão pra temperar o patê, o que ajuda a neutralizar esse sabor. Com azeitonas ficam divinos, manjericão e pimenta rosa também. Use o que tiver em casa com uma dose de criatividade. 

Observação: nenhum leite vegetal substitui o leite materno, ok? Para dúvidas sobre as propriedades nutricionais de cada opção, consulte um nutricionista. 

5 comentários:

  1. Hoje passei o dia pensando como abandonar o leite de vaca! A noite encontro essa publicação maravilhosa!!! Isso precisa ser amplamente divulgado! Comprar leite vegetal no supermercado sai um pouco do orçamento! Acredito que assim sairá bem mais em conta!!! Obrigada por dividir tantas informações preciosas com a gnt!!

    ResponderExcluir
  2. Criei um projeto para reunir conteúdo que fala sobre alimentação e treinamento do corpo. Você poderia me dar algumas dicas para o site e também descobrir coisas interessante. O site é https://coachyourselfbr.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Incentivo total pra quem quer começar! Obrigada por dar tantos detalhes e ser cuidadosa com o passo-a-passo. Quem nunca fez (como eu) fica perdido sobre os sabores e sobre os resíduos! Obrigadaaa

    ResponderExcluir