Bolinhos de banana - R$ 4,71

22 de junho de 2018
Vem cá. Todo santo dia recebo pelo menos uma mensagem no Instagram assim: "queria muito gostar de cozinhar como você gosta". Mas quem disse que eu super gosto de cozinhar? Precisamos esclarecer essa história. 😅

Odeio picar alho e cebola. Vivo queimando arroz. Meu estado de espírito em frente ao fogão, em geral, se resume a uma cara bem emburrada. Tem dias que eu e Lucio estamos com tanta preguiça que só nos resta duas opções: tirar no par ou ímpar pra ver quem vai pra cozinha ou fazer pipoca

A ideia desse blog nasce justamente daí, como um incentivo pra eu me empolgar mais, fazer testes, descobrir uns temperos muito loucos, essas coisas. Tenho bem mais ânimo pra ir pra cozinha desde que comecei o Comida Saudável pra Todos, mas ainda assim tem uma lista imensa de coisas que me dão muito mais prazer. 

Eu cozinho por obrigação mesmo. Não posso bancar refeições em restaurantes todos os dias e, até se pudesse, não acho saudável. Não sabemos que óleo eles usam pra fritar a couve, se deixam o feijão de molho, essas coisas. Apenas internalizei que essa é uma tarefa necessária, como muitas outras da vida adulta. 

Uma dica: ajuda colocar um fone pra ouvir músicas, rádio, podcast. No domingo também me dou o direito de cozinhar bebendo vinho. 

Café da manhã eu acho mais divertido preparar, mesmo não acordando nunca de bom humor. É a minha refeição preferida na vida. Na minha casa a gente sempre tinha a cultura de fazer café da manhã especial pro aniversariante da vez. Quando eu conheci o Lucio, a gente passava hooooras tomando café, lendo jornal, falando besteira, ouvindo rádio e chegando atrasado no trabalho. 

E tem uma coisa específica que eu realmente adoro preparar: bolo. Nunca fui boa em química na escola, então não entendo o negócio que rola no forno e faz uma massa meio líquida e com gosto mais ou menos virar algo incrível. Pra mim é macumba, mágica, não sei. Sempre me admiro. Como já aprendi a não me entupir mais de açúcar, dou uma maneirada nos bolos. Aqui em casa a gente faz quando tem visita e às vezes nos fins de semana. Por favor, não venha com essa de xylitol pra cima de mim. 

Como deu uma esfriada delícia aqui em Floripa (sofro, mas amo inverno) e começaram os jogos da Copa do Mundo, achei que as duas coisas juntas mereciam um bolinho. Tava com preguiça de fazer algo grande, que demora quase uma hora pra assar, e por isso resolvi fazer mini bolinhos.

A receita foi o que tinha em casa assado no forno. Não fiz testes antes, não vai ser o bolo mais incrível que você comeu na vida, mas é uma ótima opção pro lanche da manhã ou da tarde, pra levar na bolsa, ou tomar com um chá de gengibre no fim do dia. 

Como sempre tenho muita banana em casa, resolvi fazer bolo de banana, com casca e tudo porque agora sou dessas pessoas que não desperdiçam. Vamos lá? É tão fácil, mas tão fácil, que até quem só sabe abrir pacotes de miojo vai conseguir fazer.

Atenção: se você não tiver essas forminhas de mini bolinhos, pode fazer numa assadeira de pão pequena, ok? Se só tiver as mini forminhas de inox ou outro material que não seja silicone, vai precisar untar com um pouco de óleo. 

Rende 6 bolinhos grandes ou 12 bem chiquititos (se apostar nessa opção, pode colocar frutas picadinhas no fundo das forminhas, uva passas, castanhas, pra massa render mais...)

Ficaram bonitinhos, vai?

Ingredientes dos bolinhos - R$ 4,71
⠂4 bananas prata com casca (quanto mais maduras, melhor)
⠂1 xícara de aveia em flocos (médios ou grossos)
⠂1 xícara de leite de coco ou água 
⠂1/2 xícara de açúcar mascavo
⠂1/4 de xícara de óleo de girassol
⠂1 colher de sopa de vinagre + 1 colher de chá de bicarbonato de sódio (juntos, formam o fermento)
⠂canela a gosto e um tiquinho a mais de açúcar mascavo pra forrar as forminhas (opcional). 

Como eu fiz
Antes de tudo, liguei o forno. Bolo sem forno pré-aquecido nunca vai dar certo. Lavei bem as bananas e cortei aquela pontinha preta minúscula. Num liquidificador, bati as bananas com casca (corta em pedaços pra não queimar o liquidificador), o leite de coco, o açúcar e o óleo. Bati até formar um creme liso e uniforme. Depois disso, acrescentei a aveia e bati de novo. Joguei essa massa numa tigela e só aí coloquei o vinagre e o bicarbonato. Misturei com uma colher. No fundo de cada forminha, joguei umas pitadas de canela e mascavo pra formar uma crostinha crocante deliciosa. Despejei um pouco de massa em cada forminha e pronto! Assei a 220 graus por cerca de 35 minutos. 

Nosso café da manhã de 2 horas. 

Sugestão: leva pros amigos do trabalho que vivem a base de biscoito recheado. Vamos ver a cara deles quando aprovarem os bolinhos e souberem que até casca de banana tem nesse negócio. 

2 comentários:

  1. ADOREEEEI !! VOU FAZER E DIGO SE PRESTOU!

    ResponderExcluir
  2. Vou experimentar fazer todos as receitas. Amei! Pois já curti essa de consumir alimentos sem glúten e sem lactose.

    ResponderExcluir