Como armazenar óleos, grãos, farinhas e vegetais

10 de janeiro de 2018
Muita gente me pede dicas de como armazenar comida pra durar mais tempo e evitar o desperdício. Vamos falar sobre isso hoje. Demorei a fazer esse post porque requer bastante estudo e pesquisa. Eu não saio escrevendo qualquer coisa que vejo pela frente, viu? Em quatro anos de faculdade de jornalismo, aprendi pelo menos a buscar fontes confiáveis. 

As dicas abaixo foram quase todas tiradas do livro Dicas para cozinhar bem: um guia para aproveitar melhor alimentos e receitas, do Harold Mcgee. 

Antes de dar as dicas sobre as melhores formas de guardar óleos, grãos, farinhas e vegetais, eu queria lembrar outra coisa muito importante. Mesmo sem ter vivido tsunamis e terremotos, a gente se acostumou a fazer o rancho do mês e estocar comida. Eu aprendi com a minha mãe, que nunca viveu pra ver uma geladeira e uma fruteira vazias. 

O problema de comprar sempre em muita quantidade é que as coisas vão ficando velhas. Por mais que não estraguem se você seguir as dicas perfeitas de armazenamento, comida velha é comida com menos sabor e menos nutrientes. 

Um maço de rúcula não foi feito pra durar 15 dias na geladeira, assim como um quilo de farinha e um vidro com pimenta do reino não podem ficar estocados por um ano no armário. 

É por isso que muita gente faz cara feia pra legumes e verduras. De tanto tempo na geladeira, eles ficam sem graça e sem gosto. Tomates então! É impressionante o quanto perdem sabor ao serem refrigerados.

Então, a primeira dica desse post é: 

Antes de se preocupar em fazer a comida durar mais tempo, preocupe-se em comprar menos de uma vez e só ir abastecendo a geladeira e o armário a medida que as coisas acabarem mesmo. Tem legume e fruta há mais de uma semana em casa? Coma esses antes de sair comprando mais. Vá mais vezes por semana à feira e ao hortifruti. Os chineses, por exemplo, só comem comida fresca. Eles entendem que, quanto mais perecível, mais saudável é o alimento. E quando comemos um vegetal logo depois da colheita, ele vai fornecer mais nutrientes, o que facilita a digestão, e será muito mais suculento. Ir ao mercado de verduras diariamente é um hábito como escovar os dentes na China. 

E outra dica: se você mora num lugar insuportavelmente quente, como o Rio de Janeiro no verão ou Palmas, no Tocantins, o ano inteiro, praticamente todos os vegetais precisam ir pra geladeira, viu? Talvez nem a cebola sobreviva em temperatura ambiente. 

Explicado esse ponto, vamos às dicas de armazenamento



A regra geral é: todos os alimentos do reino vegetal conservam mais nutrientes e sabor se armazenados em temperatura ambiente. A geladeira serve como ajuda para casos de algumas frutas e legumes que estragam muito rapidamente, como pimentão, berinjela e morango. Os cogumelos e brotos são uma exceção: precisam ser refrigerados sempre.

Atenção: se você for usar sacos plásticos pra armazenar os legumes na geladeira, reutilize-os sempre. Nada de ficar gerando lixo. Muita gente guarda folhas verdes em potes separados em camadas por papéis toalha também. Eu acho um absurdo o que isso gera de resíduo. Então não faço assim. 

Óleos e gorduras

Devem ser guardados no armário, bem fechados. Precisam estar protegidos do calor, umidade, ar e da luz. Do contrário, vão oxidar ou estragar mais rápido. Jamais guarde os vidros de azeite e óleos perto do fogão, microondas, forno ou debaixo da pia. As tampas também precisam estar bem fechadas. O contato com o ar diminui a validade de praticamente tudo

Grãos, sementes, castanhas e farinhas

Feijão, linhaça, lentilha, arroz, farinha de mandioca, trigo, centeio, côco ralado, amêndoas, cacau em pó e seus amigos devem ser guardados em lugar seco, fresco (longe do calor do fogão e microondas) e no escuro. Se forem comprados a granel, guarde-os em vidros bem fechados. Se forem comprados em sacos, guarde-os também em vidros bem lacrados depois de abertos. Nada de colocar o grampo de roupa pra fechar os pacotes. 

Os grãos integrais e as féculas duram menos tempo que o resto. Então compre-os sempre em menor quantidade, pra usar rápido e não estragar. 

Frutas

Atenção com a lavagem: as frutas só devem ser lavadas na hora do consumo. O contato com a água pode tirar a película protetora das cascas, o que vai fazer com que elas estraguem mais rápido.

Na geladeira: maçã, uva, morango, framboesa, amora, acerola, mirtilo, caju, siriguela. Sempre em sacos fechados ou potes com tampa. Depois de cortadas, todas as frutas precisam ser guardadas na geladeira em potes ou vidros fechados. 

Em temperatura ambiente, na fruteira: maracujá, laranja, abacaxi, limão, banana, tomate, mamão, manga, melancia, melão, pêra, tangerina, kiwi, pêssego, ameixas, abacate.

Legumes e verduras

Na geladeira, na parte de baixo/gavetas: berinjela, cenoura, beterraba, chuchu, pepino, jiló, quiabo, vagem, e pimentão podem durar mais tempo se armazenados dentro de sacos plásticos ou potes bem fechados. Milho, brócolis e couve-flor também duram mais quando refrigerados. 

Em temperatura ambiente: alho, batatas, cebola, repolho, gengibre, alho poró, inhame, mandioca, abobrinha. Não guarde o alho picado em potes com óleo!!

Ervas frescas

Todas as ervas podem ser armazenadas fora da geladeira se colocadas em um copo com água, com líquido suficiente apenas pra molhar o caule. Essa água deve ser trocada a cada dois dias

Manjericão e louro não se dão bem com o frio. Evite colocá-los na geladeira. As outras ervas, em dias muito quentes, podem ser resfriadas depois de serem bem lavadas e estarem secas. Sempre na parte menos fria da geladeira, nas gavetas. Deixe escorrendo por algumas horas em lugar fresco e depois armazene cada uma em uma recipiente de vidro, bem fechado. De preferência em pé, com os caules pra baixo. 

Folhas verdes

Na geladeira: rúcula, couve, alface, mostarda, acelga e etc devem ter as folhas separadas, lavadas uma a uma e armazenadas bem secas em sacos plásticos ou potes. Sempre colocadas na parte de baixo da geladeira. As folhas odeiam frio. Eu coloco cada uma delas num saco plástico reutilizado e faço um balãozinho, pra que elas fiquem mais protegidas. 

Comida requentada

Sobrou feijão ou outros alimentos já cozidos e temperados? Guarde-os em potes de vidro por até três dias na parte mais fria da geladeira. O tempo de duração desses itens congelados varia de um a três meses. 

Industrializados

Qualquer alimento em lata, depois de aberto, deve ter seu conteúdo despejado em um vidro ou pote plástico e colocado na geladeira. As latas oxidam rapidamente!

Gostou das dicas?
Indica pra galera e segue a gente na página do Facebook e do Instagram

Fim. 

6 comentários:

  1. Oi, Ju, obrigada pelas dicas! Descobri seu perfil ontem e estou amando.
    Uma dúvida: pq não podemos deixar cebola ou alho já cortadinhos com óleo na geladeira? a questão é perda nutricional ou contaminação? Fiquei preocupada, uma vez que comecei a fazer isso e é uma mão na roda para quem cozinha todos os dias ;/

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi, gata! Que bom que estás amando! A cebola não sei. Vou pesquisar pra ti. Alho já li que pode causar botulismo, além de perder muito sabor. O que eu faço pra agilizar é usar sempre um dos dois apenas, ou alho ou cebola nas receitas, já economiza tempo. Quando tô com muita preguiça, refogo legumes só no gengibre porque ele é mais fácil de cortar hahaha. Beijoca

    ResponderExcluir
  3. Obrigada! Sigo te acompanhando. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Muito boa suas dicas. Vou utiliza-las. Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Verdade sobre Palmas! hehe Ótimas dicas :)

    ResponderExcluir